sexta-feira, 19 de agosto de 2016

Os vivos-mortos

Caminho entre vivos-mortos,
sou sobre-vivente.
Eles se arrastam moribundos,
enquanto a vida passa.
Em passos lentos, decadentes,
eles me atrapalham, retardam minha caminhada,
mas eu insisto, vou em frente.
Não vim a esse mundo para desistir!
Os vivos-mortos são obstáculos,
por isso eu os pulo, ultrapasso.
Os vivos-mortos querem sugar minha energia,
mas eles não podem comigo!
Eles ainda sobrevivem,
enquanto isso eu Vivo sobre os restos deles.
Caminho entre vivos-mortos...
Mas não estou só,
outros resistem, superam o que parecia impossível.
Escrevemos uma história diferente,
fazemos valer a pena a Vida.
Caímos, nos esfolamos, choramos,
mas levantamos e seguimos!
O caminho entre vivos-mortos é difícil.
Deles tudo o que emana já está apodrecido...
Mas vivemos-sobre! Fazemos da podridão esterco
E tiramos forças de onde não sabíamos ter.
Os vivos-mortos são sombras,
estão ali para nos lembrar
aquilo que não queremos ser!

Amigos do Mineireces